www.edifique.arq.br

Construção, Meio Ambiente e Saúde.



Uso racional da energia I.

Economizando energia.

O banho

Cocção

Refrigeradores-Freezeres.

 

| Economizando energia |

A adoção de medidas restritivas ao consumo de energia elétrica exige providências urgentes para que atinjamos os patamares de consumo definidos pelas empresas concessionárias, evitando assim medidas antipáticas como sobretaxas, apagões e cortes no fornecimento. Trata-se, a economia, mais propriamente, de uma redução do consumo "per capita" e que terá impactos diferentes segundo o grau de conforto a que está habituado cada usuário.

Certamente a maioria dos consumidores terá dificuldades em alterar tais padrões, razão pela qual conselhos como diminuição do tempo do banho certamente não terão sucesso. No entanto, o momento sugere algumas reflexões que apontam para a necessidade de alterações comportamentais, uma vez que o problema energético deve tornar-se cada vez mais crucial.

| O banho |

Como foi dito anteriormente pouco se poderá fazer com relação a esse item, a menos que a energia elétrica utilizada pelo chuveiro seja substituída pela energia solar ou seja adotado o gás, como combustível. Conselhos como diminuição do tempo do banho ou a utilização do chuveiro elétrico na posição verão são discutíveis, pois exigem a renúncia a um dos poucos prazeres de que ainda dispomos, sem falar na dificuldade e perigo na manipulação freqüente dos controles do chuveiro elétrico. Não deixa de ser irônico que as medidas restritivas do consumo tenham sido adotadas no inverno!

Tendo em vista que quanto mais baixa a temperatura ambiente mais tempo permanecemos embaixo do chuveiro, uma alternativa seria, talvez, que aqueles que pudessem, se banhassem entre 10h:00 e 15h:00, período do dia com temperaturas mais elevadas. Com relação aos banhos em banheiras, e, mais especificamente naquelas dotadas de hidromassagem, programas restritivos de consumo os tornam proibitivos.

| Cocção |

De há muito, com a popularização dos alimento congelados, o fogão e o forno que usam como combustível o gás de cozinha, e que, por enquanto não corre o risco de racionamento, foram substituídos pelo forno de microondas.
Tal equipamento, que tem um consumo de energia elétrica elevado, teve seu uso desvirtuado e hoje é utilizado até para aquecer a água do chá!
Portanto, um retorno ao uso do gás como combustível para a cocção, ou mesmo para o descongelamento de alimentos, pode contribuir para uma redução significativa no consumo de energia elétrica.

| Refrigeradores - Freezers |

Na época de inflação elevada, sedimentou-se entre os brasileiros o hábito de manter estoques para fugir à constante alta de preços.
Dessa forma, a geladeira tradicional foi substituída por outras maiores e houve uma procura generalizada por freezers, também de todos os tamanhos e preços.
A ordem era estocar o máximo possível, desde carne até a cerveja, passando por comida congelada suficiente para meses de consumo.
Ocorre que, embora os preços tenham se estabilizado, tenham-se multiplicado e sofisticado os pontos de vendas, principalmente supermercados, o hábito de estocar permaneceu inalterado.
Tal atitude deve ser repensada e, talvez, seguindo o exemplo da indústria, ser substituída pela estratégia do "just in time", com relação aos produtos cuja conservação necessite consumo de energia. Importante ainda é verificar a correta regulagem da temperatura interna dos refrigeradores.

 

| 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | 6 | 7 | 8 | 9 |







powered by FreeFind



www.edifique.arq.br
Fale conosco: edifique@edifique.arq.br
Copyright © 1999 [edifique - um sítio de internet com conteúdo]. Direitos reservados.